Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

20/05/2019 - 07:01

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 26 °C

PM do MA é indiciado por assassinato de policial do PI

PM do MA é indiciado por assassinato de policial do PI

O policial Francisco Ribeiro dos Santos, da Polícia Militar do Maranhão, foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil. Ele assassinou o policial piauiense o policial Samuel de Sousa Borges.

De acordo com a investigação do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), o policial Samuel de Sousa Borges, de 30 anos, foi morto após ameaçar denunciar o PM do Maranhão à corregedoria da corporação. Francisco Ribeiro foi preso em flagrante logo após o crime, e está na penitenciária de Campo Maior. Além do homicídio qualificado, ele responderá ainda pelo porte ilegal de arma de fogo.

O policial militar Samuel Borges (foto), foi assassinado no dia 1 de fevereiro, com três tiros, um deles na cabeça, na presença do filho adolescente. Após ser preso, o suspeito declarou à polícia que o motivo do crime teria sido uma discussão sobre o trânsito, mas a versão foi descartada durante a investigação. De acordo com o delegado Francisco Costa, a discussão entre os dois policiais começou na Avenida Presidente Kennedy, na zona leste de Teresina. O policial do Piauí pilotava uma motocicleta levando o filho na garupa, e abordou o policial do Maranhão quando percebeu que o ele tinha dois volumes nas calças, que seriam duas armas de fogo, e estava com uma motocicleta sem placa.

Além do crime de homicídio, Francisco Ribeiro dos Santos Filho já responde a um processo por conduta ilegal em abordagem. De acordo com os autos da ação judicial, Francisco Ribeiro foi filmado agredindo um homem durante uma revista. Samuel de Sousa Borges, 30 anos, fazia parte do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial, e era lotado na Cavalaria da Polícia Militar do Piauí.

O policial foi velado com honras militares na sede do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial. O cortejo foi acompanhado por homens da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial, além dos amigos e familiares.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg