Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

15/06/2019 - 21:05

Sao Luis: Algumas Nuvens, 27 °C

YouTube libera modo picture-in-picture para usuários de todo o mundo

YouTube libera modo picture-in-picture para usuários de todo o mundo

Um recurso que antes era exclusivo dos assinantes Premium do YouTube agora está efetivamente liberado a todos. Nesta semana, a empresa começou a soltar para usuários de fora dos Estados Unidos a atualização que libera o modo picture-in-picture para qualquer usuário da plataforma, permitindo que eles assistam aos vídeos enquanto utilizam outros aplicativos.

A atualização está sendo disponibilizada em ondas e deve estar disponível para todo mundo nas próximas horas ou dias. Como acontece na versão desktop, um botão é adicionado às opções de vídeo no aplicativo do YouTube para Android, permitindo que o vídeo continue sendo reproduzido em um dos cantos da tela e acima de todo o restante do sistema operacional enquanto o usuário acessa e-mails, vê redes sociais ou usa qualquer outro app.

Com a atualização, o recurso fica habilitado como padrão, mas quem quiser pode desligá-lo a partir da tela de configurações do sistema. O recurso também parece estar sendo liberado primeiro nos países da Europa e somente para o sistema operacional Android, ainda sem informações sobre uma chegada ao iOS, que nem mesmo conta com o modo PiP, mesmo para assinantes da versão Premium.

A novidade faz parte de uma tentativa de emparelhar os recursos entre as versões desktop e mobile do YouTube. Apesar da liberação a todos, outras características continuam exclusivas para assinantes da versão Premium da plataforma, cuja assinatura não gera a exibição de anúncios antes e durante os vídeos, além de permitir que os clipes sejam reproduzidos em segundo plano, uma boa para quem usa o site para ouvir música.

Canaltech; 9to5 Google.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg