Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

20/08/2019 - 16:23

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 30 °C

IEMA representa o Maranhão na reunião anual da SBPC 2019

IEMA representa o Maranhão na reunião anual da SBPC 2019

Um dos representantes do Maranhão na reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) que acontece em Campo Grande/MS, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) está se firmando cada vez mais como boa atração da reunião anual da SBPC. Com sua participação extraordinária na edição do ano passado em Maceió/Alagoas, a visita ao stand do IEMA entrou para a agenda de boa parte do público que pretende frequentar a reunião de 2019.

“Conheci o IEMA ano passado, na SBPC, em Maceió, e fiquei apaixonado ao ver como o Instituto trata a ciência e o ensino médio. É muito legal receber vocês aqui no Mato Grosso do Sul”, disse o aluno de engenharia mecatrônica João Victor, que fez um convite ao público. “Conheço o stand do IEMA, é muito interessante, um modelo de educação, vale muito a pena conhecer.”

A exibição da mensagem do reitor do Instituto, Jhonatan Almada, marcou o início das atividades do primeiro dia da reunião anual. Almada desejou à equipe do IEMA e ao público em geral boa participação. Outras mensagens institucionais foram exibidas ao longo do dia mostrando algumas das principais conquistas do IEMA e sua participação na SBPC de 2018.

Para a professora Kennya Castro, que é da equipe do Instituto, o stand do IEMA não é apenas de informação, mas de formação. “Temos aqui um público motivado que veio inclusive fazer curso. Temos inscritos para o curso de robótica que acontece nesta terça (23) e eles serão certificado”, revela.

A professora conta que um público bem diversificado, composto por alunos da educação básica, estudantes do ensino superior e pesquisadores visitou o stand do IEMA. Ela afirma que as apresentações sobre o Instituto mostraram um público surpreso com a possibilidade de fazer educação pública de excelência.

De acordo coma professora, a equipe do IEMA apresentou as unidades vocacionais, a estrutura e o funcionamento das unidades plenas, falou sobre vulcanização – somos a única instituição do Brasil, a pioneira, que oferece esse curso –, sobre nossa conquista de credenciamento junto à Unesco, do lançamento de foguetes, das competições de nível internacional de robótica, dos nossos alunos ganhando grandes olimpíadas brasileiras e internacionais.

“Eles perguntavam se é mesmo no Maranhão que tem essa escola e se o governador é o Flávio Dino. Viram que o Maranhão investe em educação pública de qualidade e que isso é um diferencial. Muitos disseram que isso deveria acontecer em todo o Brasil, pelo menos uma escola em cada estado. Tudo isso nos motivou bastante, nos deu um gás diferenciado para continuarmos apostando nesse sonho, nessa visão de fazermos educação pública de qualidade dentro do modelo de pertinência”, afirma a professora Kennya.

Além do IEMA, o Maranhão está representado pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Secti), Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uemasul), e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Realizada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a 71ª edição da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência acontece de 21 a 27 de julho no campus da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

Com informações do Governo do Maranhão.

Foto: Divulgação.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg