Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

15/09/2019 - 05:59

Sao Luis: Céu Limpo, 26 °C

São Luís: programa capacita mulheres na área do empreendedorismo

São Luís: programa capacita mulheres na área do empreendedorismo

Com o objetivo de capacitar gratuitamente cerca de sete mil mulheres na área do empreendedorismo, na capital maranhense, foi lançado, nesta quinta-feira (25), O Programa Ela Pode, uma iniciativa do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME) em parceria com o Google, com apoio da Prefeitura de São Luís e Governo do Estado.

A cerimônia de lançamento do programa em São Luís aconteceu no Convento das Mercês, com a presença da primeira-dama Camila Holanda, da coordenadora de Parcerias do Instituto Rede Mulher Empreendedora, Beatriz Polary, da coordenadora municipal da Mulher, Vânia Albuquerque, da titular da Semcas, Andréia Lauande, da adjunta da Secretaria Estadual do Trabalho e Economia Solidária (Setres), Jordana Pessoa, entre outras autoridades.

Segundo a primeira-dama Camila Holanda, as atividades do Instituto Rede Mulher Empreendedora vêm somar ao trabalho já desenvolvido pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área do empreendedorismo, visando à geração de emprego e renda e ao fortalecimento da economia solidária no município. "A Prefeitura tem realizado um grande trabalho nessa área. Só por meio do programa Todos por São Luís, por exemplo, já capacitou mais de 150 mil pessoas, além de desenvolver diversas outras iniciativas em busca de proporcionar aos cidadãos ludovicenses maior capacidade de empregabilidade e autonomia financeira. E, agora, soma esforços ao Instituto Rede Mulher Empreendedora para reforçar ainda mais as ações no setor, o que será de grande valia tanto para as mulheres beneficiadas quanto para o município", observou Camila Holanda.

O apoio da Prefeitura de São Luís vai se dar por meio da Coordenadoria Municipal da Mulher e da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). No ato, foram apresentadas as vertentes e modalidades das capacitações promovidas pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora, cujo objetivo é capacitar 135 mil mulheres em todo o país, nos próximos dois anos. Nas capacitações, realizadas por meio de workshops, oficinas, cursos e palestras, são abordados temas considerados importantes para os desafios mais comuns na área do empreendedorismo e da empregabilidade, como finanças, liderança, comunicação, negociação, networking, marca pessoal e ferramentas digitais. A ideia é garantir às participantes independência financeira e o poder de decisão sobre seus negócios e suas vidas.

A coordenadora nacional de Parcerias do Instituto Rede Mulher Empreendedora, Beatriz Polary, informa que as capacitações são oferecidas gratuitamente para mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica e de acordo com as demandas apresentadas em cada região do país, com atenção especial para o Norte e Nordeste brasileiro.

"São Luís já tem uma rede forte voltada à atenção à mulher e o que nós queremos é nos juntar a esse trabalho desenvolvido pelas secretarias municipais e estaduais e pelas organizações sociais, de forma a contribuir com o processo de capacitação e empoderamento feminino na área financeira, pois o nosso grande objetivo vai muito além de formar empreendedoras, mas estimulá-las e encorajá-las para que conquistem sua independência econômica seja trabalhando por conta própria ou se colocando no mercado de trabalho formal. Queremos incentivá-las a descobrirem o poder que têm, tornando-as confiantes e preparadas para o autodesenvolvimento pessoal e profissional", disse a coordenadora de Parcerias do IRME, Beatriz Polary.

Para a coordenadora municipal da Mulher, Vânia Albuquerque, a busca por realização profissional, obter renda extra ou passar mais tempo com a família são algumas das causas que levam as mulheres a empreender. "Mas para isso, elas precisam de capacitação. As mulheres sabem empreender, conhecem seus negócios e fazem isso muito bem. Porém, precisam de apoio, e o Programa Ela Pode vem com esse viés de ajudá-las com a capacitação em habilidades consideradas cruciais ao bom desenvolvimento de seus empreendimentos e para que, ao final da formação, elas se sintam mais preparadas para ter seu negócio próprio ou conseguir um emprego formal", disse Vânia Albuquerque.

O Instituto Rede Mulher Empreendedora, idealizador do Programa Ela Pode, foi criado em 2017 para apoiar e respaldar os projetos e iniciativas que fortaleçam empreendedoras, garantindo independência financeira e de decisão pessoal. A Rede Mulher Empreendedora é a maior plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, com o propósito de formar empreendedoras economicamente capazes e garantindo independência financeira. As inscrições para as capacitações ofertadas podem ser feitas pelo link (rme.net.br) e as vagas são limitadas.

Segundo a titular da Semcas, Andréia Lauande, a Prefeitura de São Luis aderiu ao Programa Ela Pode porque a iniciativa condiz com o trabalho desenvolvido na gestão do prefeito Edivaldo na área. "A Semcas e outros órgãos municipais já realizam importantes serviços visando à capacitação de cidadãos na área do empreendedorismo e outros setores. E em apoio à implementação do Programa Ela Pode em São Luís, fizemos todo um trabalho de articulação e mobilização junto às mulheres beneficiárias das políticas sociais coordenadas pela Prefeitura e que já participaram de diferentes capacitações promovidas pelo órgão nesse sentido. Acreditamos que essas capacitações podem contribuir significativamente para fazê-las entender um pouco mais sobre aspectos importantes relativos à liderança e finanças, algo fundamental em qualquer empreendimento", enfatizou a secretária.

Ainda conforme Andréia Lauande, o trabalho de articulação foi feito pela Coordenação de Inclusão Produtiva da Superintendência de Articulação Institucional da Semcas, setor que já desenvolve atividades com essa finalidade e, ainda, de encaminhamento dos cidadãos assistidos pelas ações socioassistenciais ao mercado de trabalho.

SALA DO EMPREENDEDOR

Também com a finalidade de promover maior capacidade empreendedora, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior implantou a Sala do Empreendedor, um espaço físico que tem como objetivo a desburocratização do atendimento ao empreendedor, facilitar os processos de abertura, alteração e baixa das empresas, em conformidade com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, assegurando a entrada única de dados, centralizando o atendimento com a intenção de estimular a formalização dos empreendedores.

A Sala do Empreendedor funciona nas instalações da Casa Brasil, no bairro Anjo da Guarda. O serviço é gratuito e desenvolvido em espaço com estrutura de informática e funcionários capacitados para prestarem serviço de legalização e formalização do Microempreendedor Individual (MEI), das Microempresas (MPEs) e Empresas de Pequeno Porte (EPPs).

Com informações da Prefeitura de São Luís.

Foto: Maurício Alexandre /Agência São Luís.

 





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg