Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

17/09/2019 - 08:42

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 28 °C

Agosto Dourado chama atenção para rede de apoio que favoreça amamentação

Agosto Dourado chama atenção para rede de apoio que favoreça amamentação

A amamentação é o momento em que mãe e bebê estabelecem um forte vínculo. Todavia, é também marcada pela sensibilidade, questionamentos e inseguranças. Foi pensando no fortalecimento da rede de apoio formada pela figura paterna, familiares e demais pessoas envolvidas, que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou a campanha nacional do Agosto Dourado, que este ano traz o tema “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro!”.

A campanha segue alinhada com ações da Semana Mundial da Amamentação (SMAM), a qual enfatiza esforços em 120 países para sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança na promoção do aleitamento. No Brasil, desde 2007 as ações da SMAM são coordenadas pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Apesar desse trabalho contínuo, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que somente 40% das crianças têm amamentação exclusiva nos seis primeiros meses de vida.

“O objetivo da campanha é nortear a participação da família durante o processo da amamentação, bem como demais pessoas próximas nos mais variados ambientes em que a mulher esteja inserida. O principal: queremos que os pais entendam o seu papel durante esta fase para que ele seja um agente de empoderamento no núcleo familiar no amparo dado à mãe e ao bebê”, afirma Raimunda Formiga, chefe do Departamento de Saúde da Criança e do Adolescente da SES.

Assistida na Maternidade Benedito Leite, unidade que integra a rede da SES, Thays Pinheiro disse ser uma alegria de poder amamentar a pequena Hevelin Vitória. “Muitas crianças infelizmente não conseguem mamar logo de primeira, então eu fiquei bastante feliz quando vi que a bebê conseguiu sozinha sem a ajuda de outras pessoas. Um dos conselhos que recebi foi o de separar um momento e espaço somente para ela, sempre de três em três horas. Só tenho a agradecer como fui tratada aqui, foi tudo muito bom”, compartilhou.

Benefícios

De acordo com a pediatra da Maternidade Benedito Leite, Fátima Calderone, o recomendado é que a amamentação seja exclusiva até o sexto mês. Após este período é iniciada a introdução alimentar acompanhada da amamentação como forma complementar até os dois anos de vida da criança.

“Os benefícios da amamentação não ficam restritos apenas ao bebê. O leite materno leva toda a carga de nutrientes necessárias para o desenvolvimento saudável da criança. Cooperando ainda para que, no futuro, ele seja um adulto prevenido de doenças como hipertensão arterial, diabetes, obesidades, além da parte cognitiva e afetiva, já que será mais inteligente e emocionalmente mais estruturado”, salientou Fátima Calderone.

As benfeitorias também alcançam as mães, pois o ato de amamentar aumenta a prevenção ao câncer de mama e de colo uterino. O aleitamento materno também auxilia no retorno do útero à posição original mais rapidamente, evita a diabetes, hipertensão arterial, obesidade.

Sobre a rede de apoio ofertada às mães, Calderone acrescentou ainda que a amamentação é um momento ímpar para todos os envolvidos. “Hoje, se sabe que a mãe sozinha não consegue amamentar. É muito importante que ela tenha por perto uma rede apoio composta pelo marido, familiares e aqueles que convivem no ambiente de trabalho, etc.”, salientou.

Rede de apoio

Um dos focos da campanha é da necessidade da sociedade dar suporte integral às gestantes, companheiros e familiares, enfatizando a necessidade de se criar, por exemplo, um ambiente saudável, acolhedor e propício para a amamentação.

O recém-inaugurado Centro Especializado de Reabilitação (CER) da Cidade Operária é um bom exemplo. A unidade realiza atendimento especializado para o público adulto e infantil, com três tipos de reabilitação: física, intelectual e auditiva. Em sua estrutura, o CER dispõe de uma sala de amamentação.

O espaço proporciona calma, relaxamento e o aconchego que mãe e bebê precisam. O aleitamento requer serenidade, sem ela o que seria um instante de desfrute passa a ser de stress.

Segundo a psicóloga Janete Abreu, a chegada de uma criança muda todo o ambiente e por isso toda ajuda é bem-vinda. “O processo do parto mexe com as emoções da mãe. O acompanhamento se inicia desde os primeiros momentos de vida do bebê, ensinando que pai, amigos, familiares, todos fazem parte e podem cooperar neste novo momento”, concluiu.

Benefícios do aleitamento materno

– Previne a mortalidade infantil e doenças infecciosas
– Ajuda no desenvolvimento do sistema imunológico do recém-nascido
– Reduz a probabilidade do bebê se tornar uma criança obesa
– É um ótimo exercício para o desenvolvimento da face da criança, para o crescimento de dentes fortes e para o desenvolvimento da fala
– A amamentação previne câncer de mama e de ovários nas mães
– Ajuda o útero da mãe a recuperar seu tamanho normal após o parto
– Traz benefícios ao corpo e ao humor

Com informações do Governo do Maranhão.

Foto: Márcio Sampaio.

 





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg