Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

18/09/2019 - 01:33

Sao Luis: Céu Limpo, 26 °C

Palestra discute saúde mental e combate às drogas em escola de São Luís

Palestra discute saúde mental e combate às drogas em escola de São Luís

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) realizou, nesta segunda-feira (5), uma palestra para cerca de 240 alunos do ensino médio do Centro Integrado do Rio Anil (Cintra), no bairro do Anil, para falar sobre o consumo de drogas e saúde mental. A palestra faz parte do projeto do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD Estadual) com o apoio do 1º Distrito Policial de São Luís, que trabalha a prevenção no consumo precoce de substâncias psicoativas.

“Nosso trabalho é preventivo nas escolas. Estamos aqui na abertura do segundo semestre letivo, mas já estivemos em outras escolas da rede estadual para falar sobre o uso de drogas e suas consequências na saúde do jovem, assim como a relação da violência e o consumo de drogas”, explicou o diretor do CAPS AD Estadual, Marcelo Costa.

Além da palestra com os alunos, a equipe do CAPS AD Estadual capacitou, também, professores, coordenadores e demais profissionais da escola para que possam trabalhar durante todo ano letivo, de maneira transversal com esses alunos, não só o conteúdo relacionado ao combate às drogas, mas também as questões de saúde mental, depressão, bullying e a  borderline.

“Esse trabalho é uma continuidade do nosso trabalho de resgate, no qual vamos à fonte, conscientizar esses adolescentes sobre o perigo das drogas. Mostramos as consequências do uso de drogas, que não traz nenhum tipo de benefício para quem faz uso”, disse o delegado Joviano Furtado.

A escolha da escola é feita por meio de busca ativa pela equipe do CAPS AD Estadual. Depois desta etapa, a proposta é levada para a direção da escola, que acolhe o projeto.

“Essa palestra é legal para que possamos mudar o nosso olhar para algum colega de sala, que esteja mais recolhido, passando por alguma situação e a gente não sabe, para que essa pessoa busque ajuda”, contou a estudante Jacielly Santos, 15 anos, estudante do 2º ano.

“A conversa incentiva os alunos a absorverem e compreenderem o problema pelo qual estão passando ou então ajudar alguém que esteja e, assim, buscar ajuda”, contou a estudante do 2º ano Sabrine Amorim, de 16 anos.

A equipe do CAPS AD retorna ao Cintra na sexta-feira (9), a partir das 14h, para trabalhar o mesmo conteúdo com os alunos do período vespertino.

Com informações do Governo do Maranhão.

Foto: Julyane Galvão.

 





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg